quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Janela do tempo

Meu e teu, os momentos sangram de tanto esperar pelo encontro, quero ter contigo mais uma vez minha bela, fazer amor na janela, e olhar as pessoas passando, e você festejando o cortejo com a minha boca te beijando, enquanto aparo as arestas do tempo esperado, vou deliciando aos poucos a frestas do teu corpo, molhado... Paulo Alvarenga

Um comentário:

  1. Gosto muito de fotos PB
    Parabéns por esse blog tb
    :)
    Bjos na alma!

    ResponderExcluir